Secretário de Agricultura Deputado Arnaldo Jardim visita Guariba para o lançamento do Programa +Cana

por André Estevam publicado 20/03/2015 13h45, última modificação 20/03/2015 13h45
Além do Lançamento do Programa, Arnaldo se encontrou com o vereador Jânio da São Carlos e prometeu empenho na liberação de recursos à Santa Casa do município

O Secretário Estadual de Agricultura e Abastecimento Deputado Arnaldo Jardim esteve visitando a cidade de Guariba na última sexta-feira (13). Ele acompanhado do ex-prefeito da vizinha Jaboticabal Carlos Hori, primeiramente visitou a Câmara de Guariba e se encontrou com o vereador Jânio da São Carlos, onde discutiram situações do município e do Setor Agrícola. Em seguida se deslocaram à sede da Coplana onde participaram do lançamento do Programa +Cana (Mais produtividade no canavial) que é uma parceria da Coplana (Cooperativa Agroindustrial), Socicana (Associação dos Fornecedores de Cana) e IAC (Instituto Agronômico – Centro de Cana de Ribeirão Preto).

Na reunião foram discutidos à crise do setor e à baixa produtividade dos canaviais, e é possível afirmar que os produtores sofreram uma queda acentuada na remuneração e muitos com risco de deixar a atividade. A Coplana e  Socicana foram buscar, junto ao Centro de Pesquisa, uma solução que trouxesse sustentabilidade para a produção. O sistema de Mudas Pré-Brotadas - MPB, e segundo o que foi discutido, é um jeito de plantar que rompe um paradigma centenário.

O modelo de plantio atual é o mesmo desde que a cana foi introduzida no país. A única mudança ocorreu do sistema manual para o mecanizado, mas dentro do conceito de plantio dos toletes e, em seguida, a cobertura.  “Com as MPBs, ocorre o plantio já das mudas formadas uma a uma. O produtor tem a garantia de estar plantando uma muda sadia, com maior produtividade. Além disso, ele pode produzir a própria muda e até mesmo passar a produzir comercialmente. Se antes eram necessárias 18 a 20 toneladas de mudas para plantar um hectare, no sistema de MPB, são necessárias 2 toneladas/hectare. A Coplana e a Socicana irão oferecer toda a assistência técnica e monitoramento permanente”.

A iniciativa conseguiu unir a pesquisa com a ponta da cadeia produtiva. “Temos institutos de pesquisa formidáveis, mas muitas vezes temos dificuldade de fazer esta informação chegar ao produtor. Aqui, temos um exemplo de como diminuir a distância e fazer com que isso tenha um uso adequado para cada um dos nossos produtores”, afirmou o secretário de Agricultura do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim.

“Com o aumento da produtividade, o agricultor terá um custo menor por tonelada produzida. Aí, nós temos o aumento da competitividade e a sobrevivência do produtor de cana dentro de sua propriedade”, afirma José Antônio de Souza Rossato Junior, presidente da Coplana.

Na avaliação da Socicana, a mudança deve ser imediata. “Esse é um programa de difusão tecnológica, e pretende fazer com que maior resultado chegue às mãos do produtor. Se não forem feitos investimentos em tecnologia e gestão do negócio, provavelmente esses produtores vão sair do seu negócio”, afirma Bruno Rangel  Geraldo Martins, presidente da entidade.

Atualmente, a produtividade média do canavial é de 70 a 80 toneladas por hectare, índice considerado muito baixo e insuficiente para dar conta dos custos de produção. “Para sair dos patamares atuais de produtividade e dar saltos quantitativos significativos, temos de ser rápidos na adoção de novas tecnologias. Caminhar em direção aos três dígitos de produção, acima de 100 toneladas em cinco cortes”, concluiu Marcos Landell, diretor do Centro de Cana do IAC, sediado em Ribeirão Preto.

O vereador Jânio que atua no setor e que esteve acompanhado o secretário no lançamento do +Cana disse que este novo método será importante para os produtores, “barateando o custo, e com isso sobrará mais dinheiro aos produtores para investirem em suas áreas, aumentando a produtividade no canavial. É importante esta inciativa da Coplana e da Socicana juntamente com a secretaria em buscar novas alternativas para o setor sucroalcooleiro. Com o fechamento de algumas Usinas, principalmente a Usina São Carlos que empregava mais de 1.500 trabalhadores de Guariba, o número de desempregados em nossa cidade aumentou. Tenho certeza que o Secretário Arnaldo Jardim, que além de parceiro político é um grande amigo estará atento e empenhado em buscar alternativas para solucionar estas questões, que estão diretamente ligadas as atividades da cultura canavieira na nossa região”, comenta Jânio.

Arnaldo Jardim por sua vez comentou também em relação ao biometano afirmando que em um médio prazo poderá substituir o diesel, “abastecendo as frotas das usinas, com o biometano, que é retirado da vinhaça, a secretaria está atuando e já realizamos testes”, afirma o secretário que completa dizendo que o Governador Geraldo Alckmin fez uma serie de simplificações tributarias importantes “para melhorarmos a cogeração do setor, fora que conseguimos aumentar a mistura no combustível, são uma série de fatores que estamos buscando para que o setor comece a sair da situação que está vivendo”.

 

Solicitação do Vereador Jânio

 

Aproveitando a visita do Secretário no Município, o vereador Jânio entregou ofícios solicitando a viabilização de recursos no valor de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), que serão destinados a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Guariba. “A Santa Casa presta serviços à comunidade e diversas pessoas carentes são assistidas, com isso, tem a necessidade de verbas extras para o desenvolvimento de suas atividades, por isso, solicitei a Deputado e Secretário Arnaldo Jardim este auxílio”, explica o vereador Jânio da São Carlos.

“O vereador Jânio me entregou a solicitação. Na época da campanha estive aqui visitando e pude conversar com o provedor Junior Bauab. O Jânio me reiterou o pedido e espero em breve ter boas notícias sobre isso. Contem sempre com o amigo Arnaldo Jardim”, finaliza.

 

 

 

 

André Estevam – Assessoria de Comunicação – Câmara do Município de Guariba 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.